21 coisas que aprendi depois dos 28

Quando a gente chega perto dos 30 o ciclo da vida muda. Simplesmente muda! De uma hora para outra as coisas acontecem, e parece que você finalmente percebe é uma pessoa ‘adulta’. A gente passa a encarar a vida de outro ângulo, as coisas acontecem muito rápido e de certa forma, parece que não dá tempo para se preparar e virar gente grande.

O ano é 2017, e pela primeira vez eu senti um baque, percebi que estou REALMENTE mais perto dos 30 do que dos 20. Parece surreal quando chega, e a verdade é que por um momento eu queria congelar essa fase da vida.

Abaixo minha listinha do que mudou na minha vida nessa fase tão doida e ao mesmo tempo tão boa.

  • Me deparei com MUITOS fios brancos no cabelo (culpa da minha genética).
  • Ao mesmo tempo passei a usar creme no rosto diariamente, porque a pele também não é mais a mesma. 😛
  • Minhas primas mais novas estão grávidas ou já são mamães (e ás vezes rola uma pressão psicológica por eu não ser igual). 
  • Finalmente descobri o que gosto de fazer profissionalmente e principalmente o que eu não gosto.
  • Resolvi fazer um mestrado e estou amando.
  • Me arrependi MUITO de não ter feito mestrado mais cedo. 
  • Meus sonhos com relação a vida profissional mudaram drasticamente e para mudar precisei de coragem.
  •  Fiquei mais atenta com amizades e os amigos que ficaram foram realmente poucos. 
  • Estou aprendendo a ficar calada ao invés de discutir por bobagem. 
  • Aprendi a lidar com dinheiro e fazer melhores investimentos. 
  • Passei a comprar MUITO menos: roupas, sapatos, maquiagens.
  • Consegui compilar meu guarda em apenas UMA arara e algumas gavetas. 
  •  Estou amando garimpar em brechós. 
  • Finalmente decidi fazer exercícios (já tava passando da hora). 
  • Aprendi a não fazer pré julgamentos. Algumas pessoas que a primeira vista parecem detestáveis podem ser incríveis depois que você as conhece. 
  • Comecei a pensar como vai ser minha velhice, e me preparar para isso em todos os sentidos. 
  • A ideia da vida profissional perfeita já não está mais associada com glamour. 
  • Ganhar dinheiro passou a ser mais importante do que trabalhar em algum lugar descolado. 
  • Descobri que definitivamente não sou uma pessoa que gosta de andar em bandos, mas ao mesmo tempo não sou solitária. 
  • Aprendi que ouvir/fazer fofoca sobre os outros não é uma boa NUNCA. 
  • Passei a selecionar TUDO melhor: com que ando, o que ouço, o que leio, o que compro.

giphy.gif