Consumo, logo existo!

3.jpg

Conversando com minha sogra essa semana caímos no assunto do hiper consumismo. Não que comprar seja ruim, veja bem, mas é que me parece que a gente nem precisa de TANTO assim para viver. Por exemplo, roupas todo mês, sapatos toda semana, uma promoçãozinha aqui, outra liquidação ali e aos poucos acumulamos uma montanha de coisas que não nos servem para nada.

Aí nessa mesma conversa engatei uma reflexão. Questionando um pouco mais a fundo o porque as pessoas consomem mais do que precisam (e aqui eu me refiro na maioria das vezes às mulheres) cheguei a uma hipótese: acho que o hiper consumismo pode ser fruto de uma baixa estima. Isso porque quem muito compra (roupas, maquiagem, acessórios, etc…) quer se sentir bem, e me parece que essas pessoas querem olhar no espelho e dizer: nossa como eu tô linda(o)! Mas na essência se sentem feias, ou inadequadas, por isso compram!

Se eu não me sinto bonita é CLARO que eu vou querer mudar isso certo? Então, o que eu faço? Vou atrás da última moda, de tratamento estético, da nova onda do mundo das makes e de tudo que pode por algum tempo me fazer sentir um pouco mais ‘adequada’. Mas aí fica minha pergunta: será que a gente não deveria se achar linda independente disso tudo?

ps: não acho que a gente deveria perder a vaidade, até porque isso não é saudável, minha reflexão é apenas questionando o valor excessivo que damos a toda a mídia a qual somos expostos diariamente.

Anúncios

Desafio fashion: looks montados pelo marido

De vez em quando gosto de dar uma conferida no que rola nessas fast fashions famosas porque realmente acho que tem itens que valem a pena! Blusinhas basiquinhas (que geralmente são mais baratas nesses lugares) e itens com características bem atemporais são meus garimpos favoritos . Óbvio que compro muito pouco, e geralmente me restrinjo a coisas que preciso de verdade, já que tô num propósito de consumir estritamente o necessário em roupas. Então faziam alguns dias que eu estava precisando desesperadamente de um sutiã, e lá fui eu, garimpar na Renner de Curitiba.

E jáááá que eu estava na Renner, aproveitei para fazer uma brincadeira com o maridão! Pedi para ele escolher 2 looks que ele achasse bacana e eu iria provar e ver que bicho que dava kkk. O resultado foi esse aqui:

7.jpg

Look número 1:

Foi um vestido midi, daquele tipo coladão e com gola rolê. Agora vamos a minha opinião kkk: errooooou feio, errou rude! Eu simplesmente detesto essa tendência e realmente não compraria nem que a vaca tussa rsrsrs.

Look número 2:

Amei o short e a blusa, achei que nesse ele acertou em cheio. Talvez eu adicionaria um maxi colar e óculos para dar aquele up no visual 🙂 #parabénsamor!

 

Bom, rsrsrs, acabada a brincadeira vamos aos meu achados favoritos.

Blazer branco e Jaqueta de courino: investimentos certeiros e que nunca saem de moda.

1.jpg

Blusa preta de renda e Trench Coat clássico: fiquei apaixonada por esses itens!

2.jpg

Regatinhas de veludo ❤ suas lindas

3.jpg

Blusas basiquinhas são ótimas para compor looks 

5.jpg

Botinha de glitter e bolsa GLR PWR! Achei que esses acessórios super arrematam o look e tiram qualquer produção do básico!

4.jpg

Por fim… a única peça que levei (pois era só disso que eu precisava) o sutiã 😀 Paguei R$29,90 e vi que vários estavam em promo!

f38ee16d-1183-4235-96d3-cfcb8da50822.jpg

Entrar numa dessas lojas para mim é sempre um desafio, sempre saio de lá com vontade de consumir kkk eu confesso. Mas fui uma garota controlada e no fim das contas acho que têm valido bastante a pena essa minha abstinência fashion, já que sobra mais dindin no fim do mês 😉 😉 😉

perfil-raquel